quinta-feira, 17 de maio de 2012

Pequenas conversa com Nina (demissão)

Sabe aqueles dias em que a coisa mais produtiva que você quer fazer é tomar algumas doses de vodka sem gelo? Então, esse era o dia.

- E ai Nina, quais as novidades? (o garçom)
- Fui demitida.
- Nossa, que chato!

- Chato era o meu emprego, amigo.
- E tava trabalhando com o que?
- Com o tédio.
- To falando sério!
- E eu também! Nunca falei tão sério na minha vida.

Ele riu e em seguida perguntou:

- Mas por que te demitiram?
- Sei lá ( Dei uma pausa, ascendi o cigarro e continuei) - Cara, a verdade é que eu não me enquadro em empregos quadrados nem quando eu quero.( Mais uma pausa, viro uma dose) - Sei lá, uma vez ouvi que ser demitido é uma forma da natureza dizer que você não estava no emprego certo. Mas acho que quem disse isso foi o Seu Madruga ou algum encosto.
- Nada, é assim mesmo ( rindo ) - Logo você se acerta e arruma outro!
- Me diz, pra que trabalhar?
- Porque o trabalho dignifica o homem.
- Besteira Raul! O que dignifica o homem é o dinheiro, porque se fosse o trabalho, meu amigo... Eu, você e toda a classe C e D é que seriamos, por justiça, os grades milionários desse país.